Especialidades Médicas

Especialidades Médicas

Para as mais de 80 mil crianças e adolescentes baianos, de 0 a 14 anos, atendidas por ano no Martagão, são oferecidas, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 28 especialidades médicas pediátricas. Vale destaque para os serviços de alta complexidade. Das cirurgias oncológicas feitas pelo SUS em pacientes da faixa pediátrica em 2019, o Martagão Gesteira é responsável pelo maior quantitativo: 44,54%. Se forem analisadas as neurológicas, nas mesmas condições, o Hospital realizou a maior parte (31,68%). A liderança nos procedimentos de alta complexidade se repetiu, ainda, nas cirurgias cardíacas (34,28%), no tratamento em oncologia (49,18%) e na produção de diárias em UTI Pediátrica (20,85%).

Conheça um pouco mais de cada uma das especialidades:

Ortopedia

O Serviço de Ortopedia e Traumatologia data desde a inauguração do nosso hospital, sempre com a missão da assistência às crianças com deficiência física congênita ou adquirida, crianças com deformidades congênitas na coluna, membros superiores e inferiores e problemas traumáticos (fraturas e entorses, por exemplo). Desde o seu início, o Serviço sempre teve, além desta missão assistencial, a formação dos inúmeros médicos residentes, da casa e de outras residências, os quais partilham com a instituição esta vasta experiência.

O nosso Corpo Clínico é composto de profissionais capacitados, com vasta experiência nas diversas patologias ortopédicas. Sempre atualizados quanto a literatura nacional e mundial, os nossos ortopedistas sempre desenvolveram a medicina baseado nos mais atuais protocolos de tratamentos, de patologias muito frequentes tais como:

  1. tratamento do pé torto congênito (PTC) que teve a evolução dos métodos iniciais até os mais modernos tratamentos como o Método de Ponseti (amplamente divulgado na literatura mundial);
  2. tratamento das crianças com problemas no quadril infantil como Doença de Calvé-Legg-Perthes, Epifisiólise e Doença do Desenvolvimento do Quadril (DDQ), com suas várias cirurgias de partes moles e osteotomias, mais atualmente a utilização da artroscopia do quadril infantil; 
  3. tratamento das crianças com sequelas da paralisia cerebral, com sua graves lesões, principalmente nos membros inferiores e quadril. Vale citar o tratamento ortopédico pioneiro das crianças com Zika vírus, amplamente atendido em nossos ambulatórios;
  4. tratamento das deformidades nas mãos, congênitas e traumáticas
  5. tratamento de crianças com diferenças de comprimento nos membros inferiores ou com deformidades angulares (em valgo e varo), como por exemplo na Tíbia Vara de Blount. Dentre inúmeras outras patologias no esqueleto da criança.

Atualmente funciona com assistência ambulatorial diária, nas mais diversas subespecialidades ortopédicas (cirurgia de mão, quadril, ortopedia geral, etc), além de assistência aos pacientes internados e realização de procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade.