Martagão Gesteira vence em três das seis categorias do IV Benchmarking da Fesfba

O prêmio de instituição com mais casos inscritos e aprovados foi entregue à presidente de honra da Liga Álvaro Bahia Contra Mortalidade Infantil, Rosina Bahia

O Hospital Martagão Gesteira venceu em três das seis categorias do IV Benchmarking, evento realizado pela Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia (Fesfba). A instituição filantrópica recebeu, ainda, um prêmio especial por ter sido a entidade que mais teve cases de sucesso aprovados para concorrer nesta edição. Dos 26 casos submetidos à banca examinadora, 13 (50%) foram do Martagão.

O maior hospital exclusivamente pediátrico do Norte e Nordeste venceu nas categorias Humanização, Comunicação e Custos. A avaliação e a premiação ocorreram nesta terça-feira, 29, no Hotel Mercure, no Rio Vermelho. A banca examinadora foi formada por especialistas da área de saúde e profissionais da imprensa.

O evento, desde a primeira edição, tem evidenciado experiências inovadoras de diferentes instituições que resultam, sobretudo, em redução de custos para as instituições. De acordo com os organizadores, são “cases de sucesso que podem ser compartilhados e replicados por outros associados”.

A engenheira química Ingrid Velame apresentou o case sobre redução do valor gasto com o consumo de água

“É um grande orgulho para nós do Martagão Gesteira ter nos destacado num evento que marca a união e a proatividade do nosso setor. A Federação está num momento de reunir forças e a gente se sente muito orgulhoso de participar num evento tão significativo do ponto de vista de troca de informação, valorização da gestão e compartilhamento de experiências”, destacou o diretor-presidente da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil – entidade mantenedora do Martagão -, Carlos Emanuel Melo.

A diretora geral do Martagão, Erica Oliveira, ressaltou que o resultado é um reconhecimento do aprimoramento da gestão do Martagão. “É uma satisfação que a metade dos cases sejam do Martagão. É uma prova de que estamos sempre preocupados com o aprimoramento da nossa gestão. Essa premiação é importante porque fortalece as iniciativas internas de melhoria contínua, a busca incessante por melhores práticas, visando segurança do paciente, humanização e redução de custos”.

Na categoria custos, a Liga apresentou o case sobre redução do valor gasto com o consumo de água para o Martagão e o Hospital Estadual da Criança (HEC), unidade também gerenciada pela Liga. Nas duas instituições de saúde, foi feita a abertura de um poço artesiano.

“Foi feito um estudo de investimento e dos riscos, além do retorno financeiro para saber se era viável. Constatamos que era e implementamos”, contou a engenheira química Ingrid Velame. No Martagão, a redução de custos com água foi de 25% por mês. No HEC, foi de 50%.

A enfermeira Andrea Dourado ganhou o prêmio em duas categorias diferentes

Na categoria Comunicação, o vencedor foi a ação do “Card para o dia a dia”, onde um informativo impresso é anexado a equipamentos da UTI Neonatal do Martagão, com informações ilustradas e importantes para manuseio dos equipamentos e de procedimentos. “A intenção é que isto se expanda para todo o hospital”, contou a enfermeira Andrea Dourado.

Já em Humanização, o case vencedor do Martagão foi o projeto “Alimentando com vida”. Nele, o leite materno foi utilizado como o melhor vínculo entre mãe e bebê. “A mulher faz extração próximo ao seu filho e, ali mesmo, o leite é administrado pelo colaborador. A gente consegue alimentar o bebê com o melhor alimento para aquela fase que é o leite materno e a mulher faz um vínculo muito maior e mais rápido”, destaca Andrea.