Martagão Gesteira convoca doadores de sangue, de 5 a 8 de junho

O Hospital Martagão Gesteira convoca os baianos para participar de uma ação de cidadania e solidariedade: a doação de sangue. De 5 a 8 de junho, das 8h às 17h, o Martagão abre suas portas, no bairro do Tororó, em Salvador, para receber doadores voluntários de todos os tipos de sangue.

A iniciativa é uma parceria com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado da Bahia (Hemoba) e visa ampliar o estoque de sangue destinado ao Hospital. Atualmente, o Martagão Gesteira realiza em média 600 transfusões/mês, atendendo todas as unidades do hospital, como Oncologia, UTIs, Neonatologia, Clínica Pediátrica e Clínica Cirúrgica.

 

“Para atender a demanda das crianças que são potencialmente graves aqui no Hospital precisamos de doadores contínuos. Temos grande dificuldade de manter o estoque, é preciso criar o hábito de doar”, destaca a dra. Carolina Freire, hematologista responsável pela Agência Transfusional (AT) do Martagão Gesteira.

A AT do Martagão é vinculada ao Hemoba e tem capacidade de estocagem e distribuição de acordo com a demanda do Hospital, obedecendo criteriosamente os padrões de qualidade e todas as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Doar é um ato de amor. Cada doação pode salvar a vida de até quatro pessoas. Aqui, a gente vê algumas crianças deixarem de ser operadas na data da cirurgia programada por falta de sangue, principalmente quando precisam do fator Rh negativo, pois nosso estoque é muito baixo”, alerta Tânia Gaspar, enfermeira da AT do Martagão.

Independentemente da campanha, pode-se doar sangue para o Martagão Gesteira durante todo o ano. Para isso, basta dirigir-se a qualquer posto de coleta do Hemoba do estado (capital e interior), informando o código 0056.

O que é necessário para doar sangue? 
– Levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação)
– Estar bem de saúde
– Ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias
– Pesar mais de 50 Kg
– Estar bem alimentado no dia da doação (evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação)

Quem não pode doar?
– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade
– Mulheres grávidas ou que estejam amamentando
– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas
– Usuários de drogas
– Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos

Cirurgias e prazos de impedimentos
– Extração dentária: 72 horas
– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses
– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem seqüelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação
– Transfusão de sangue: 1 ano
– Tatuagem: 1 ano
– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

Recomendações para o dia da doação:
– Nunca vá doar sangue em jejum
– Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação
– Não tome bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores
– Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação
– Evite alimentos gordurosos nas 3 horas antes da doação
– As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, sobem em andaimes e praticam paraquedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por 12 horas antes da doação

Intervalos para doação
– Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)
– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Cuidados pós-doação
– Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas
– Aumentar a ingestão de líquidos
– Não fumar por cerca de 2 horas
– Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas
– Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas
– Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho