Projeto converte exercício físico em doação para o Martagão: inscreva-se!

Suar a camisa também pode ser uma forma de fazer o bem. O Hospital Martagão Gesteira é um dos beneficiários do Projeto #CorrerPeloBem, que arrecada doações para instituições beneficentes através da corrida de rua e esportes como natação, caminhada, patinação e ciclismo.

As distâncias percorridas pelos atletas voluntários são contabilizadas pelo contador de quilômetros do projeto e, no final do mês, cada quilômetro percorrido será convertido em doação ao Martagão. Mas não precisa nem ser tão atleta para se engajar nessa corrente. Até levar o cachorro para passear pode entrar na conta.

O projeto voluntário e colaborativo foi lançado no Rio de Janeiro, em fevereiro, e já registrou mais de 80 mil quilômetros. Salvador é a segunda cidade a participar da iniciativa. Por aqui, o #CorrerPeloBem tem como parceiro o Sítio Chuin, uma das principais hípicas do Brasil, que fará doações mensais ao Martagão.

Os primeiros resultados, referentes aos quilômetros de exercícios realizados em agosto, foram entregues no Martagão dia 5 de setembro. Mais de R$ 900,00 foram doados ao hospital.

Maurício Martins, presidente do Conselho de Administração da Liga Álvaro Bahia – entidade mantenedora do Hospital -, é o embaixador do projeto na Bahia. “Funcionou de forma casual. Como eu gosto de correr e tenho uma ligação forte com o Martagão, uma amiga me marcou na rede social e assim o projeto chegou à instituição”, conta Martins, que integra o grupo Triação e costuma fazer exercício três vezes por semana.

Na primeira semana, 80 novos cadastros foram realizados na capital baiana. Quanto mais atletas voluntários se inscreverem, maior será a doação para o Hospital, que atende cerca de 80 mil crianças por ano. “É um Projeto simples, mas que só faz o bem para todos os envolvidos: motivando e engajando pessoas à prática de atividades físicas e ajudado instituições de assistência tão relevantes como o Martagão Gesteira”, destaca Charlotte Jonqua, fundadora do #CorrerPeloBem.

Como funciona 
Primeiro, os interessados devem preencher um cadastro no site www.correrpelobem.com. Em seguida, os atletas voluntários elegem uma meta a ser alcançada – pode ser uma prova, uma quilometragem mensal, uma velocidade, etc – e a partir daí registram seus treinos e quilômetros percorridos, através de um aplicativo de corrida, de um relógio com GPS ou do painel de uma esteira.

Ao finalizar cada treino, os voluntários devem enviá-lo para a equipe do projeto, por mensagem no Instagram (@correrpelobem), WhatsApp (21 98474-3921) ou por e-mail (através dos aplicativos Strava e Garmin Connect, é possível registrar seus quilômetros automaticamente, entrando nos grupos CorrerPeloBem ou PedalarPeloBem). Essas informações serão lançadas na Planilha de Voluntários do Projeto #CorrerPeloBem e as distâncias percorridas passarão a ser contabilizadas pelo contador de quilômetros do projeto e convertidas em doações.