Artistas que pintaram as vacas artísticas da CowParade visitam o Hospital Martagão Gesteira

A uma semana do arremate final da 13ª edição da CowParade Brasil, artistas que pintaram as vaquinhas que serão leiloadas visitaram o Hospital Martagão Gesteira, uma das duas instituições beneficiadas com o leilão. Eles conheceram, nesta quinta-feira, 14, os setores e o trabalho realizado pelo hospital filantrópico que, por ano, atende a mais de 80 mil crianças e realiza mais de 500 mil atendimentos.

Dentre os artistas que visitaram o Martagão estavam os artistas plásticos Menelaw Sete, Kátia Cunha, Alessandra Menezes, Nubia Pinheiro, Teca Abbehusen, Catarina Argolo, Yosh e Ruy Carvalho. Eles foram recebidos pela presidente de honra da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (entidade mantenedora do Martagão), Rosina Bahia, e pelo presidente do Conselho da entidade, Maurício Martins.

Pela primeira vez em Salvador, a CowParade, que já acontece há mais de 20 anos em diferentes países, espalhou, desde o último 9 de outubro, 60 vacas artísticas pelas ruas, parques e avenidas de Salvador. As obras são assinadas por diferentes artistas visuais baianos, que doaram sua arte. Além de contribuir com o trabalho das instituições filantrópicas, o evento ajuda a revelar artistas regionais para o grande público.

“A CowParade é mais um exemplo de solidariedade que a gente vê brotar da própria sociedade, das próprias pessoas, empresas, que habitam o mesmo meio que a gente. Este tipo de movimento é de fundamental importância para os projetos de uma organização como o Hospital Martagão Gesteira, que busca corrigir distorções e oferecer saúde justamente aos mais necessitados, aos mais vulneráveis”, ressalta o diretor-presidente da Liga Álvaro Bahia – entidade mantenedora do Martagão -, Carlos Emanuel Melo.

O arremate final será realizado no dia 21 de novembro

O artista plástico Menelaw Sete contou que, há 15 anos, fez um trabalho no Martagão, com um grupo de bailarinos, músicos, palhaços. “Eu fiz um reconhecimento, pintando nos leitos para as crianças. Foi muito bonito. Hoje, o Martagão conseguiu sobreviver. Está bem avançado, mas precisa de muito mais ajuda, porque a população aumenta, o descaso social é muito grande e o hospital precisa ainda mais de doações”, afirmou.

Ele disse, também, que acha importante o resultado final que é a ajuda para instituições filantrópicas. “Eu acho muito importante, porque fazer arte por arte para agradar a sala e o sofá não é arte. Arte é política, é social e o trabalho da CowParade é justamente isto: mostrar na rua, agregar valores e vem para instituições como esta. A arte é para ajudar a todos”, acrescentou.

A presidente de honra da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil (entidade mantenedora do Martagão), Rosina Bahia, destacou a importância da doação que será feita pela CowParade. “Essa sensibilidade dos artistas e a criatividade deles vão se transformar em recursos que vão pode ajudar o hospital a beneficiar muitas crianças e adolescentes que são tratadas no Martagão”, ressaltou.

“Pra gente é uma honra ter sido incluído como uma das unidades que será agraciada com a doação. Um dos artistas, o Yosh, foi cuidado pela gente, quando adolescente. Hoje, a vinda dele representa um agradecimento do que foi feito por ele. São essas situações que muito nos engrandece. Um evento que já rodou mais de 30 países, chegar em Salvador e escolher o Martagão é sinal de que o nosso trabalho está sendo reconhecido”, acrescentou o presidente do Conselho da Liga Álvaro Bahia, Maurício Martins.

De acordo com informações de edições anteriores, somente no Brasil, as exposições já arrecadaram mais de R$ 6 milhões nos leilões das vaquinhas. O leilão virtual da CowParade Salvador já está no ar e os interessados em adquirir uma das obras assinadas por artistas visuais baianos já podem dar seus lances no site da cowparade.com.br. Os lances iniciais são de R$ 6 mil.

O arremate das esculturas ocorrerá no leilão presencial, que será realizado no dia 21 de novembro, no Cerimonial Rainha Leonor, na Pupileira. “Este tipo de evento vem corroborar todo o esforço que nós fazemos para mobilizarmos pessoas e organizações em prol da nossa causa. Nesse sentido, estamos muito felizes e agradecidos pela escolha da nossa instituição para essa edição”, acrescentou Carlos Emanuel Melo.

Surgida em 1998, a CowParade é idealizada, no Brasil, pela Toptrends, empresa brasileira criada em 2004, com o objetivo de democratizar a arte e a cultura por meio de projetos especiais. Nesta edição, além do Martagão, serão beneficiadas outras três instituições: as Obras Sociais de Irmã Dulce, a Associação Fábrica Cultural e a Associação Pracatum.